terça-feira, 7 de dezembro de 2010

A lógica do dragão

Acredito que seja necessária alguma capacidade filosófica para entender que o todo é maior do que a soma das partes. No entanto, já não acredito que seja necessária mais do que mediana capacidade lógica para entender que o todo é maior do que qualquer uma das partes. Acredito eu, mas pelos vistos, nas estruturas diretivas do FCP impera um outro tipo de lógica. Pensarão desde já alguns que impera a lógica da vitória; pensarão outros, muitos mais, que impera a lógica da vitória a qualquer preço. Desta vez vou abster-me dessas polémicas aparentemente subjetivas e focalizar-me em questão lógica e inequivocamente objetiva.

A estrutura do FCP encontra-se organizada essencialmente em quatro categorias: dirigentes, associados, atletas e árbitros. Faz parte da filosofia dessa agremiação acariciar os interpretes destas três últimas categorias com prémios. Anualmente, no caso dos associados e atletas, e com maior frequência, no caso dos árbitros. Sabe-se, com base em irregularidades atrozes perpetradas por juízes e agentes judiciários que as decisões sobre os árbitros acariciados e as formas de acariciamento são tomadas diretamente por quem está no vértice mais alto da pirâmide organizativa, entre eles vulgarmente designado por «meu presidente». Presidente esse, já em si, dotado de uma lógica muito especial. Na vida pessoal, por exemplo: rapaz muito namoradeiro (nada de anormal), troca frequentemente de namorada (continua normal), leva a relação ao extremo (normalíssimo), mas acaba sempre por casar com uma mesma que tem numa espécie de reserva.

Acredito que, também no caso de associados e atletas, a decisão sobre os premiados seja tomada nas mais altas instâncias. Para associado da época 2009/2010 escolheram Rui Moreira, associado que acabava de abandonar, de forma abrupta, o local onde acerrimamente defendia os interesses do clube. Premiação relativamente estranha, mas há pior. As modalidades praticadas na agremiação desportiva são as mais variadas, o que provoca, inevitavelmente, a existência de diversos tipos de atletas. Relativamente à época 2009/2010, decidiram que o distinguido como atleta do ano seria Falcao. Neste particular, também me pareceu estranho que tivessem decidido premiar o atleta de uma modalidade cuja equipa ficou em terceiro lugar no respetivo campeonato, mas o pior veio depois: Hulk é premiado como... futebolista do ano!

Alto. Parece-me que aqui, além de falcão, também há gato. Então os futebolistas não são atletas? Como pode Falcao ser o atleta do ano sem ser o futebolista do ano? Entendo que queiram também premiar um futebolista que andou três meses a mandar bolas para a bancada e, por ter espancado um segurança, tenha passado outros tantos meses sentado nessa mesma bancada a ver os colegas suarem as estopinhas. Mas não havia necessidade de pontapearem a lógica dessa forma. Se a vontade de premiar o Hulk era assim tão grande (ou seria receio de um novo espancamento?), podiam tê-lo incluído noutra modalidade. Carateca, por exemplo, nem me parecia muito despropositado.

17 comentários:

  1. "além de falcão, também há gato" kkkk

    Que excelente sentido de humor! Suas crónicas são muito boas. Parabéns.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. Espancado? Acariciamento de árbitros? Belos teoremas devem sair de tao rigorosamente estabelecidos factos. Aahh que pena Godel n estar vivo...

    ResponderEliminar
  3. Numa qualquer empresa faz parte do bom funcionamento o agradecimento e o louvor.

    Assim sendo, é perfeitamente normal que agraciem os associados (accionistas), os atletas (colaboradores) e os árbitros (fornecedores)...

    Assim, o BOM desempenho de Todos será por demais evidente e com reflexos notórios nos Resultados Obtidos.

    ResponderEliminar
  4. Ide apanhar no ilhó.... que cambada de ignorantes que pensa que sabe porque ouviram uma coisa repetida "ad eternum"...isso, passai o tempo no Youtube que ao menos não nos chateiam com BERMELHICES desta natureza!!

    ResponderEliminar
  5. "visão relativamente tendenciosa e numa mente algo imaginativa"
    Tira o "relativamente" e o "algo" e ficas com uma boa peça com pouco sentido de humor.
    Elementar até mesmo para um futuro retornado.

    ResponderEliminar
  6. http://www.mentiradesportiva.com/

    ResponderEliminar
  7. O prémio poderia ser estendido para "Atleta de Artes Marciais do Ano", contudo não seria equilibrado dado que os principais opositores, os cinturões negros de Muai-Thai David Luís e Luísão e aquele fantástico atleta de Taekwondo, de seu cognome Maniche habitam outras instituições desportivas.

    ResponderEliminar
  8. @Master Groove
    Bom, dada a resposta, suponho que existe margem para discussão e como tal vou capitular:
    Vi o filme (não na sua totalidade, dada a fraca evolução do enredo) e é notório que o mesmo é referente a outras épocas, em que se observam condutas menos desportivas dos jogadores do clube do qual sou adepto. Mas, e está aqui o busilis, nao vi nenhum vídeo do Hulk, que é o atleta visado no final do artigo - claro que até ele tem os seus momentos pobres (em cabeça, mas ricos em violência) - que por uma situação no estádio da Luz (na qual o steward que foi agredido também não teve uma atitude exemplar) é apelidado de Carateca? Se teve um momento de estupidez fora de campo, dentro de campo esses são mais raros. E, agora remetendo a bola para o teu campo, dado que mostraste esses vídeos, procura as brincadeiras do David Luís com os cotovelos dentro de campo. Ou faz melhor, procura, a título de exemplo, o relato da RR do Benfica-Rio Ave, em que o comentador denúncia a situação repetitiva e perigosa que se vivia nas proximidades dos braços do DL, e que culmina no 2º golo de Salvio em que ele entra com o ombro nos rins do guarda-redes do R. Ave (está no youtube).
    Ou vê um pedacinho deste:
    http://www.youtube.com/watch?v=idGuTax6h98&playnext=1&list=PL951640DDCFDF5E06&index=32

    Saudações, Anónimo das 07:22

    ResponderEliminar
  9. E já agora mais um, quando encontrar uma colectânea também mostro:
    http://www.youtube.com/watch?v=hSHCs_FMIGI&feature=autoplay&list=PL951640DDCFDF5E06&index=34&playnext=2

    Anónimo das 07:22

    ResponderEliminar
  10. Mais uma opinião de um adepto Benfiquista e que não passa mesmo disso.

    ResponderEliminar
  11. Caro Anónimo, o artigo não visa esclarecer qual será o jogador mais dotado para as artes marciais, mas sim a falta de lógica na atribuição de prémios pelo FCP aos seus atletas. A menção ao Hulk foi apenas uma forma caricata de tentar dar alguma lógica à premiação. Com muita ironia e algum bom humor, espero.

    ResponderEliminar
  12. Ó das 07:22,
    vês alguma coisa, nas tuas imagens, igual ou parecido ao minuto 1:15, do outro video?
    francamente!!!
    Numa coisa dou-te razão, é dificil assistir à totalidade do filme, não é???!!!
    afinal até és um tipo sensível.

    ResponderEliminar
  13. @JoZe
    De facto, pecam na escolha da nomenclatura do prémio, mas face ao valor do mesmo (praticamente nulo, servindo apenas praticamente para razões mediáticas para a massa adepta) penso que será apenas o tal preciosismo, ironia e tentativa de humor por parte do Blogger que o faz "pegar por aí".
    @Master Groove
    Esse lance, em particular, e outros ao longo do vídeo são tudo menos futebol. Contudo a vítima dessa entrada é o mesmo João Pinto (salvo erro) que foi expulso no Mundial 2002 por entrar de "tesoura" por trás num adversário coreano. Ou será que só aprendeu isso na Selecção? E é aí que, na minha opinião, peca a tua argumentação: esse vídeo que exibiste mostra situações que ocorreram em todos os clubes, como tal não vale a pena usá-lo como base para "atacar" outro clube.

    Suadações, A.07:22

    ResponderEliminar
  14. Liga Europa,campeonato,taça,supertaça e 5 secos. Continuem a desculpar-se com os árbitros e a mostrar a vossa mesquinhez de maus perdedores. Até fazem pena!

    ResponderEliminar